espectro autista

5 sinais que podem indicar se seu filho está no espectro autista

O autismo, também chamado de Transtorno do Espectro Autista (TEA), é um transtorno do neurodesenvolvimento, que proporciona dificuldades na comunicação e interação social, envolvendo comportamentos repetitivos e restritivos.

Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), há cerca de 70 milhões de pessoas com autismo em todo o mundo, sendo 2 milhões apenas no Brasil. Além disso, há uma incidência 4 vezes maior em meninos.

As crianças com TEA não possuem nenhuma anormalidade ou característica física diferenciada. Porém, há algumas manifestações durante o seu desenvolvimento que, quando notadas em menor ou maior grau, podem resultar em um diagnóstico de autismo.

Dessa forma, é extremamente importante que os pais se atentem a essas manifestações, pois a identificação e intervenção precoce é fundamental para que os resultados do tratamento sejam mais satisfatórios.

Sinais que podem indicar o espectro autista

Separamos uma lista com 5 sinais que podem indicar que o seu filho está no espectro autista. Confira a seguir!

Falta de sociabilidade 

Um dos sinais mais característicos do autismo está relacionado a dificuldade de interagir e se enturmar com outras pessoas.

Normalmente, as crianças que estão inseridas no espectro possuem dificuldades de começar ou permanecer em uma conversa, fazer novas amizades e até mesmo manter contato visual com outra pessoa. E, por esses motivos, ela acaba se isolando.

Problemas na comunicação 

Outro sinal que pode demonstrar que a criança está no espectro autista é ter problemas em se comunicar com as pessoas.

As principais manifestações desses problemas costumam ser: fazer uso indevido de algumas palavras, não conseguir falar de maneira correta ou não saber se expressar por meio de palavras.

Não reagir a chamados verbais 

Esse sinal — que frequentemente é confundido com a surdez — também é bastante comum entre quem possui autismo. O sintoma pode ser notado quando a criança não responde quando chamam por seu nome.

Em caso de dúvida, uma boa dica é chamar o seu filho pelo nome e verificar se ele irá responder ou escutar o som na direção correta. Isso vai ajudar a mostrar se a audição da criança está perfeita ou não.

Alterações comportamentais 

Crianças com autismo, na maioria das vezes, apresentam alguns comportamentos que não são esperados de uma criança normal. Ter um padrão repetitivo de movimentos e fixação por determinados objetos são exemplos.

Além disso, a criança não tem medo de situações aparentemente perigosas, como chegar muito perto de animais que possam ser agressivos, por exemplo. Isso ocorre porque a criança não tem total capacidade de compreender essas situações.

Rigidez no pensamento 

Outra característica bastante comum é a rigidez no pensamento. Ela está relacionada ao apego à rotinas, resistência à mudanças e a falta de criatividade e imaginação.

Alguns exemplos dessa característica são: assistir sempre o mesmo desenho, brincar com o mesmo brinquedo, ir sempre aos mesmos lugares e realizar suas atividades sempre em uma mesma sequência.

Além disso, essa rigidez no pensamento faz com que a pessoa que está no espectro autista tenha dificuldades de entender metáforas e linguagens simbólicas. Isso ocorre tanto em crianças quanto na fase adulta, e faz com que a pessoa compreenda termos como “brincar com fogo” no sentido literal da palavra.


Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.