bullying

Como saber se seu filho é vítima de bullying

Quando falamos sobre bullying, é preciso considerar que essa situação não é um evento isolado. Na realidade, é um comportamento intencional que se repete diversas vezes de forma agressiva, sendo que, geralmente, envolve um desequilíbrio de força ou poder.

Esse tipo de agressão pode assumir diversas formas:

  • assédio online;
  • ameaças e provocações verbais;
  • agressões  físicas;
  • conotação racista;
  • exclusão social;
  • intimidação;
  • teor sexual.

Ser vítima de bullying é algo humilhante, por isso, a criança nem sempre fala sobre o que está acontecendo. Além disso, ela pode achar que será julgada como fraca ou até punida ao contar a situação aos adultos.

Sendo assim,  é importante estar atento aos sinais que podem indicar que seu filho é alvo de bullying para que você possa ajudá-lo da melhor forma possível. A seguir, listamos alguns deles. Acompanhe!

Pertences e roupas

Às vezes, seu filho pode chegar em casa sem itens pessoais, cadernos danificados ou roupas sujas, por exemplo. Quanto mais estranha for a explicação dele para a situação, maiores as chances de ele ser alvo de bullying.

Dores e doenças inexplicáveis

Para evitar ser alvo da humilhação e da agressão, a criança pode começar a mentir dizendo que está com dor de barriga ou de cabeça para não ir para a escola, por exemplo.

Por outro lado, há situações em que o estresse e o medo de passar pela situação novamente é tão grande que ela pode começar a ter sintomas físicos sem uma causa aparente.

Mudanças alimentares

Seu filho pode perder o apetite ou, então, começar a comer de maneira compulsiva. Em alguns casos, ele pula as refeições e prefere se isolar. Também há outros indícios de que algo está errado, por exemplo, voltar para casa com fome sendo que poderia comer na escola. Isso pode ser sinal de que estão roubando sua comida, seu dinheiro ou praticando alguma outra ação que o impeça de se alimentar.

Problemas para dormir

Processar todo o abuso pode ser complicado, por isso, não é raro que quem é alvo de bullying comece a apresentar problemas para dormir e pesadelos recorrentes, assim como dores de cabeça ao levantar devido a noites mal dormidas.

Queda de rendimento

Talvez, a queda no rendimento escolar seja um dos sinais mais fáceis de serem notados. Notas baixas, perda de interesse nas disciplinas de que gostava e falta de vontade de ir à escola são eventos que precisam ser analisados com atenção. Afinal, conseguir se concentrar quando está com medo, estressado e ansioso não é algo fácil.

Perda de amigos

É muito comum que as vítimas de agressões percam até mesmo os poucos amigos que têm. Em alguns casos, isso acontece porque esses amigos não querem ser associados a pessoa que está sofrendo as agressões físicas ou emocionais, ou ainda, se afastam porque tem medo de se tornarem alvos.

Medo, tristeza e irritação

A criança ou adolescente pode, de uma hora para outra, começar a demonstrar medo de algumas coisas. Por exemplo, se é perseguido no caminho da escola, pode ficar com medo de passar pela mesma rota. Também pode ter medo de ir à escola ou de voltar dela no ônibus junto com os colegas. Além disso, dependendo da situação, também pode ficar deprimido, choroso ou mal-humorado.

Como apontamos no início, nem sempre quem sofre bullying se abre e fala sobre o que está acontecendo. Se seu filho for adolescente, é ainda mais improvável que converse. Sendo assim, fique atento a qualquer coisa diferente para poder ajudar e apoiar se for preciso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.