psiquiatra

Quando devo procurar um psiquiatra?

Sempre que uma pessoa sente algum incômodo ou percebe que algo não está bem com o seu corpo, ela procura um médico, afinal, ele é melhor profissional para cuidar dos problemas físicos. Porém, quando o assunto é a saúde mental, é comum haver certa relutância em procurar ajuda que, nesse caso, é dada pelo médico psiquiatra. Muito do receio de procurar profissionais da área da psiquiatria se deve ao estigma criado em torno da profissão. Quase todos nós já ouvimos alguém dizer que psiquiatra é o médico de “doido”. Mas não é bem assim e esse preconceito deve ser deixado de lado. Os psiquiatras, de fato, tratam doenças mentais muito graves, a exemplo da demência e da esquizofrenia. Porém, também são altamente recomendados para problemas que têm se tornado comuns no mundo moderno, como a depressão, ansiedade e insônia. A seguir, vamos conhecer algumas situações que indicam quando a melhor solução é procurar por esse especialista. Confira!

Problemas para controlar as emoções

É normal termos variações no humor. Entretanto, muitas pessoas têm emoções exacerbadas que não conseguem controlar. O psiquiatra pode ajudar o indivíduo a entender o que está acontecendo e auxiliá-lo na retomada do controle. Importante lembrar que prevenir evita que situações dramáticas possam ocorrer — por exemplo, uma tristeza muito intensa e recorrente se transformar em um quadro de ansiedade e depressão.

Dificuldades para dormir

Os problemas para dormir podem ser considerados como alertas de que algo não está bem com a saúde mental da pessoa. Quando esse aspecto não é tratado corretamente ela pode ter o quadro mental agravado, gerando um ciclo de situações negativas que a impedirão de ter uma vida normal.

Uso de substâncias

Não é raro que pessoas com algum tipo de problema mental recorra as drogas e ao álcool para lidar com a situação. Isso pode ser aplicado até nos casos mais leves de estresse e ansiedade. Quando o indivíduo passa a precisar da substância de forma regular, seja para dormir, trabalhar ou manter relações sociais, é hora de procurar o psiquiatra!

Queda drástica de desempenho

Essa característica é mais evidente em adolescentes, mas pode afetar pessoas adultas. Por exemplo, o jovem começa a ter uma queda no rendimento escolar sem nenhum motivo aparente, ou o profissional já não tem mais ânimo para desempenhar suas funções na empresa com sempre fez — dificuldade de concentração é algo muito presente nesses casos.

Doenças inexplicáveis

O corpo e a mente possuem uma relação muito íntima. Por isso, pode acontecer de a pessoa ter sintomas físicos sem que exista uma causa clara por trás. O psiquiatra pode ter um papel fundamental, especialmente quando os episódios de doenças sem causas específicas se tornam recorrentes — dores de cabeça, vômitos, dor no estômago, fadiga, etc.

Não tenha vergonha de procurar o psiquiatra

Procurar auxílio especializado para lidar com a saúde mental não é motivo para se envergonhar. O psiquiatra pode ajudar a determinar qual o melhor caminho de acordo com o perfil do paciente, permitindo que ele possa retornar o quanto antes a suas atividades normais e a ter maior qualidade de vida. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.