realidade virtual

Como a realidade virtual pode ajudar a tratar o medo e os pensamentos paranoicos

Nos últimos anos, diversas soluções tecnológicas têm sido desenvolvidas com o objetivo de ajudar no processo de tratamento e recuperação de pessoas que sofrem com pensamentos paranoicos e outras questões relacionadas à saúde mental. Nesse cenário, a realidade virtual (RV) se mostrou uma importante ferramenta para ajudar na melhoria da qualidade de vida desses indivíduos.

Quer entender como a RV pode ajudar quem sofre com pensamentos paranoicos, fobias e outras condições mentais? Continue a leitura e fique por dentro desse assunto!

Realidade virtual aplicada ao enfrentamento dos pensamentos paranoicos

O uso da RV para o tratamento de condições envolvendo a saúde mental não é algo novo, afinal, existe desde o início da década de 1990. Contudo, com os avanços da tecnologia foi possível desenvolver novas ferramentas. Além disso, os preços dos equipamentos como óculos e fones de ouvido caíram bastante.

Esses fatores contribuíram para que mais pessoas tivessem acesso ao recurso ao mesmo tempo em que novas soluções eram criadas. Atualmente, além da paranoia, o tratamento de transtornos de ansiedade, traumas e fobias tem obtido ótimos resultados com a RV.

Benefícios da realidade virtual

Oferecer ao paciente segurança é essencial para que ele compreenda sua condição e comece a trabalhar em processos que ajudem a melhorar sua qualidade de vida. Nesse sentido, a realidade virtual é segura, prática e personalizada à situação do indivíduo.

Ou seja, é possível acompanhar cada particularidade de seu problema, sempre analisando formas de melhorar o tratamento.

A RV pode simular eventos e situações que tenham relação com o surgimento dos episódios de pensamentos paranoicos. Especialistas em saúde mental, muitas vezes, usam essa ferramenta como uma primeira experiência segura.

Imagine, por exemplo, que um determinado lugar leva uma pessoa a sofrer com paranoia. Diante disso, é normal e até esperado que ela fique tensa, preocupada ou apresente alguma outra reação devido à sensação de perseguição.

Quando essa experiência é reproduzida em uma terapia assistida via realidade virtual, o especialista pode ajudar o paciente a gerenciar e entender sua condição. Por exemplo, auxiliando a pessoa a ter consciência do que está acontecendo, a controlar sua respiração, ter noção do espaço e como lidar com as coisas, entre outras coisas. Tudo isso, em um ambiente virtual, sem colocar em risco ou constranger o paciente ou outras pessoas.

Como isso ajuda?

Aqui cabe uma observação muito importante: não é raro que pessoas que sofrem com algum transtorno mental evitem procurar ajuda especializada ou conversar com alguém por medo de serem constrangidas ou por não se sentirem seguras.

Com a possibilidade de simulações de ambientes, eventos e cenários personalizados da RV, esse receio pode ser deixado de lado, especialmente devido ao melhor gerenciamento do tratamento que se dá entre o profissional, o paciente e o equipamento apenas.

A expectativa é de que, num futuro próximo, a realidade virtual possa ser usada ou esteja ao alcance da maioria das pessoas com pensamentos paranoicos. Afinal, esse é um recurso extremamente útil para lidar com o estresse, depressão, ansiedade e demais sintomas envolvidos com a paranoia.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.