surto psicótico

O que é e quais são as causas do surto psicótico?

O surto psicótico ocorre pela ação de diferentes questões que alteram as percepções do paciente, posto que o quadro afeta o equilíbrio mental do indivíduo. Durante o surto, acontece uma elevada atividade no sistema límbico (responsável pelas emoções e pelo prazer). Por consequência, tal estado provoca uma alteração nas percepções e a desorganização dos pensamentos. São observadas também mudanças instantâneas de atitudes, alucinações e delírios desproporcionais à realidade. O paciente fica incapaz de raciocinar e perde a noção de realidade nos episódios de dissociação psíquica. Antes de falarmos sobre as causas do surto psicótico, é preciso diferenciar uma crise de raiva do distúrbio mental. As crises repentinas de raiva ocorrem após um acontecimento rotineiro e específico. Já o surto psicótico pode acontecer a qualquer tempo, além dos seus sintomas serem mais graves. Continue a leitura deste artigo e saiba mais!

Causas do surto psicótico

Os surtos podem se manifestar por ações ou pensamentos fora da realidade. Uma das principais causas do surto é a descompensação de alguns transtornos mentais. Dentre esses transtornos, figuram a esquizofrenia, o transtorno bipolar e a depressão. Além disso, outras condições podem influenciar no aparecimento das crises, como:
  • doenças hepáticas;
  • disfunção na tireoide;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • lúpus;
  • sífilis;
  • AIDS.
O abuso ou a abstinência de drogas também figuram entre as principais causas do surto. Os entorpecentes têm o poder de alterar o desempenho do sistema nervoso central. Dessa forma, os usuários de drogas podem sofrer mudanças em suas percepções, sentimentos e pensamentos. Além desses, alguns outros fatores de baixa incidência podem estar relacionados, tais como:
  • distúrbios do sono;
  • estresse;
  • efeitos colaterais de medicamentos;
  • procedimentos cirúrgicos;
  • experiências traumáticas;
  • lesões cerebrais;
  • disfunção hormonal;
  • genética.

Quem pode ter um surto psicótico?

O surto pode ocorrer em qualquer fase da vida, mas, principalmente, entre a adolescência e o início da fase adulta. O surto não afeta somente pessoas que apresentam transtornos mentais. Isso significa que sua manifestação se dá pela influência e somatização de vários fatores. Essa condição atinge homens e mulheres, porém, o risco é maior quando há histórico familiar de esquizofrenia ou de transtorno bipolar.

Sintomas

Os principais sintomas envolvem alterações no comportamento, como alucinações e distúrbios esporádicos. Os pacientes perdem a noção da realidade e se comportam de modo incomum. Porém, existem alguns sintomas específicos que podem auxiliar na identificação do quadro, como:
  • oscilações repentinas de emoções e de humor;
  • confusão mental, com picos de ansiedade e agressividade;
  • falta de noção de tempo e espaço;
  • dificuldade em se comunicar;
  • comportamento catatônico.

Tratamento e prevenção

A melhor maneira para se prevenir o surto psicótico é cuidar da saúde mental e adotar um estilo de vida saudável. Além disso, um acompanhamento médico regular é fundamental para minimizar os riscos. O tratamento deve ser indicado após um diagnóstico criterioso, com o uso de medicamentos e avaliações psicoterapêuticas. É preciso atenção quanto aos episódios do surto psicótico. A busca por ajuda deve ser feita antes que os efeitos evoluam para circunstâncias clínicas mais graves. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.