transtorno de personalidade obsessivo compulsivo

Transtorno de personalidade obsessivo compulsivo: o que é?

O transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva (TPOC) é um distúrbio que afeta a saúde mental do indivíduo, fazendo com que ele sinta a necessidade de organizar e controlar tudo ao seu redor. Normalmente, isso acaba atrasando ou impedindo o término de uma tarefa.

Como as pessoas que sofrem desse transtorno sentem a obrigação de estar no comando da situação, muitas vezes elas preferem realizar as suas atividades sozinhas, uma vez que ela desconfia da ajuda de todos.

Causas do transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva

Ainda não se sabe ao certo o que causa o transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva. No entanto, existem fortes indícios que fatores genéticos e alguns fatores ambientais possam estar relacionados com o seu surgimento.

É bastante provável, por exemplo, que os indivíduos atingidos por esse tipo de transtorno tenham tido pais ausentes ou controladores, fazendo com que, ainda na infância, ele sentisse a obrigação de ser uma criança exemplar e completamente obediente.

Além disso, outro fator ambiental que pode influenciar nessa condição, é ser criado em uma sociedade autoritária ou em uma religião que tenta impor os seus costumes.

Quais são os sintomas? 

O transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva apresenta sintomas semelhantes ao do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo). No entanto, pessoas com TOC têm pensamentos indesejados que gostariam de evitar, já as pessoas com TPOC não notam que os seus padrões de pensamentos são problemáticos.

Pessoas com esse tipo de transtorno tendem a ficar bastante irritadas quando alguém interfere na sua rotina rigorosa. Além disso, costumam se retrair emocionalmente quando não conseguem controlar uma situação, o que afeta diretamente a sua capacidade de resolver problemas e criar relacionamentos.

Além disso, existem outros sintomas que podem indicar o aparecimento desse transtorno, entre eles estão:

  • Preocupação excessiva com detalhes, planejamento, regras e organização;
  • Falta de generosidade e flexibilidade;
  • Dificuldade de se desfazer das coisas, mesmo que elas não tenham mais utilidade;
  • Dificuldade de compartilhar ou delegar tarefas para as pessoas;
  • Apego excessivo ao trabalho;
  • Dificuldade de elogiar as pessoas;
  • Hábito de poupar dinheiro mesmo quando não há necessidade;

Tratamento do transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva

O tratamento para esse distúrbio é parecido com os de qualquer outro tipo de transtorno de personalidade. Dessa forma, acredita-se que a psicoterapia seja o método de tratamento mais eficaz para esse tipo de transtorno.

Basicamente, o objetivo dessa terapia é fazer com que o paciente analise o prejuízo que o seu comportamento está causando a si mesmo e para as pessoas que estão ao seu redor. A partir disso, é esperado que ele consiga estabelecer uma percepção mais realista, saudável e racional das suas atitudes.

Além disso, o tratamento também pode ser baseado por meio do uso de alguns medicamentos, que podem ajudar a diminuir a ansiedade e a depressão causadas pelo transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.