Psicoterapia

Psicoterapia: como funciona?

A psicoterapia é uma importante ferramenta para lidar e superar diversos problemas que afetam a saúde mental de uma pessoal.

Por meio das abordagens psicoterápicas os profissionais especializados em saúde mental ajudam indivíduos de todas as idades a viver de forma mais saudável, feliz e produtiva, gerenciando da melhor maneira possível a condição que estão experimentando.

Quer entender como a psicoterapia funciona e como ela pode auxiliar as pessoas que enfrentam algum distúrbio ou transtorno mental? A seguir, falaremos sobre isso. Acompanhe!

Via de mão dupla

Na psicoterapia, o psicólogo ou psiquiatra com formação na área, aplica uma série de procedimentos validados pela ciência para ajudar o paciente a entender sua condição e a desenvolver hábitos mais saudáveis.

Existem várias abordagens, mas a escolha depende das necessidades e expectativas do paciente, assim como do quadro apresentado por ele. De qualquer forma, a escolhida para o tratamento é sempre aquela que oferece mais soluções para os problemas verificados.

Sendo assim, não é incorreto afirmar que a psicoterapia é uma via de mão dupla. Ou seja, para funcionar de maneira eficaz é preciso haver uma sólida relação colaborativa entre o indivíduo e o profissional em saúde mental.

Fundamentada no diálogo, a psicoterapia fornece ao paciente um ambiente seguro que lhe permite falar sobre sua condição e seus problemas com alguém que compreende sua situação, sem julgamentos e de caráter neutro.

O paciente e o psiquiatra trabalharão juntos para identificar e mudar padrões negativos de comportamento e pensamento que, de alguma forma, impedem que a pessoa se sinta melhor.

Ao final de todo o processo o indivíduo não apenas terá solucionado sua questão como estará munido de diversas novas habilidades para poder enfrentar e lidar melhor com quaisquer desafios que o futuro possa reservar.

Principais psicoterapias

Há vários formatos de psicoterapia cuja eficácia é confirmada pela ciência. Nesse sentido, algumas abordagens se mostram melhores para o tratamento de condições específicas. No entanto, é comum que o terapeuta faça uma combinação de várias técnicas visando ampliar o suporte e a ajuda dada ao paciente.

Alguns dos tipos mais comuns de psicoterapia incluem:

Terapia cognitivo-comportamental (TCC): tem como finalidade ajudar o paciente a identificar crenças e comportamentos prejudiciais, substituindo-os por outros positivos e saudáveis.

Terapia comportamental dialética: visa ensinar a pessoa uma série de habilidades comportamentais para capacitá-la para lidar com estresse, melhorar o relacionamento com outras pessoas e gerenciar melhor suas emoções.

Terapias psicodinâmicas e de psicanálise: por meio dessa abordagem, o paciente aprende a ter consciência de seus comportamentos e pensamentos, mesmo que inconscientes. Também auxilia no desenvolvimento de novos insights muito úteis para resolução de conflitos.

Outros formatos são a terapia de aceitação e compromisso, psicoterapia interpessoal e psicoterapia de apoio. 

Portanto, esse recurso pode ajudar a pessoa a retomar o controle de sua vida, especialmente se ela estiver se sentindo deprimida, tiver algum transtorno mental, passou por uma experiência abusiva, pensa que está sozinha e desamparada, tem sentimentos de angústia ou está enfrentando problemas com vícios.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Então, leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Dr. Deyvis Rocha  | Psiquiatra | CRM-SP 127821

Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.